Advérbio-pronominal

feet-684683_1280

 

Casal discute a relação:

 

– Posso dizer? Não se chateia?
– An?…
– Tava pensando aqui…
– Em quê?
– Deixa, coisa minha…
– Ah, o que foi? Fala.
– Esquece, tá tarde, vamos dormir.
– De jeito nenhum! Agora, eu quero saber, né?
– Ih, não deveria ter falado…
– Diz logo isso!
– Hum… tá, vou falar.
– Fala.
– É que… você… tem uma coisa… de que eu não gosto.
– Eu?! O quê?!
– Ah, deixa pra lá…
– Não, agora fala!
– Besteira.
– Ah, me diz…
– Nada sério, não…
– Fala, então!
– Cê não vai gostar…
– Relaxa, eu relevo. Fala logo!
– Tá, então, eu digo.
– Pô, o que é? Quero saber!
– Isso.
– Sério?!
– É, isso.
– Isso, assim?
– É.
– Porra, isso?!
– Isso.
– Putz, nunca pensei…
– Mas não liga, não. É só isso.
– Só isso mesmo?
– É, o resto eu adoro em você. Aquilo, inclusive.
– Que droga… achava que você curtia isso.
– Foi mal… não era pra eu ter tocado no assunto, né?
– …
– …
– Tudo bem… mas já que você falou… também tem uma coisa…
– Que coisa?
– De que eu não gosto em você.
– É?! O quê?!
– É…
– Diz!
– Não, deixa, besteira minha.
– Eu já comecei, né? Então, pode falar… do que você não gosta?
– Tá, mas não fica com raiva…
– Fico não, juro.
– Não é bem o quê… é onde.
– Onde?
– É, onde.
– Onde?
– Aqui, ó.
– Aqui?!
– Não, aqui.
– Aqui?
– É.
– Aqui?! Putz! Mesmo?
– É, mas é só aqui mesmo. Ali, acolá, alhures… adoro.
– Pôxa, estranho. Sei nem o que dizer.
– Diz nada, não.
– …
– …
– Ainda tem cigarro?
– Tem. Quer?
– Quero.
– Aqui.
– Acabou o fósforo?
– Acende com isso.
– …
– …
– Sabe de uma coisa?
– Quê?
– Vamos esquecer isso?
– Vamos, né? Vem aqui!
– …
– …
– Isso, aqui!
– Aqui, isso!

 

 

Para acompanhar nossas publicações, curta a página do Pandora Livre no Facebook.

 

olimpio-rocha

Nas horas não vagas, é advogado popular, professor universitário e trocador do botijão de água mineral. Nas vagas, vagueia.

Artecétera

, ,

Deixe um Comentário

Todos os comentários são de responsabilidade exclusiva dos/as leitores/as. Serão deletadas ofensas pessoais, preconceituosas ou que incitem o ódio e a violência.

Comente usando o Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *